Nicho Verde

Separando o Minho de Trás-os-Montes, a Serra do Alvão abrange os concelhos de Vila Real e de Mondim de Basto, localizando-se aqui o Parque Natural do Alvão. Das muitas linhas de água existentes na Serra do Alvão, destaca-se o rio Olo.
Na paisagem da Serra do Alvão predominam os matos baixos a par de zonas de floresta constituídas por pinheiros, carvalhos, sobreiros, bem como áreas de cultivo (milho, centeio e batata). Nas zonas mais elevadas existem plantas raras como a Rorela, uma espécie carnívora presente nos terrenos encharcados e margens dos cursos de água.
A Serra do Alvão é habitat do lobo, águia-real, gato bravo, toupeira-de-água e falcão peregrino.
Com paisagens de perder o fôlego pela riqueza das suas zonas, na Serra do Alvão impera o granito e o xisto, pedras que foram utilizadas na construção de casas, palheiros, moinhos, azenhas, capelas e muitas outras edificações.
Na Serra do Alvão é imprescindível a visita às piscinas naturais do rio Olo, Cascata de Agarez, Fisgas de Ermelo e aldeia de Ermelo.

No Trilho do Lobo

Percurso pedestre numa área incluída no Parque Natural do Alvão onde será elaborada a prospecção de indícios de presença do lobo e outros mamíferos carnívoros. Numa área elevada biodiversidade faunística, poderão ainda ser observados diversos espécimes de avifauna como Aves de rapina e os sempre coloridos passeriformes. Esta zona rica em lagoachos e pequenos ribeiros, mostra-se como uma excelente área para a observação e identificação de diversas especies de anfibios como rãs, salamandras e tritões.

DURAÇÃO:  4 a 5 horas

DIFICULDADE: baixa/média

As Quedas do OLo

O Rio Olo, com as suas escarpas abruptas, é o principal interveniente neste percurso de Interpretação Ambiental . Com início na Aldeia de Barreiros e término nas imponentes Fisgas de Ermelo, neste percurso teremos a oportunidade de conhecer um pouco melhor a flora e fauna desta bela zona da Serra do Alvão onde imperam algumas aldeias preservadas com os seus Sistemas Agro-Pecuários constítuidos por lameiros e zonas de pastagens (Turfeiras).

DURAÇÃO:  3 a 4 horas

DIFICULDADE: média

Canyoning  no Rio Poio

Situado em Ribeira de Pena (Cerva), o Rio Poio é o rio mais extenso e técnico de Portugal continental, apresentando um verdadeiro desafio a todos os amantes da modalidade de Canyoning. Devido à complexidade de certas partes do rio, esta actividade é restrita apenas a clientes que já tenham participado em outras actividades de Canyoning com o Nicho Verde, ou seja, que lhes sejam reconhecidas, por parte dos monitores do Nicho Verde, capacidades para efectuar a descida.

DURAÇÃO:  7 a 8 horas

DIFICULDADE: alta

CampoVisual